Falta de apoio à pesquisa científica é entrave para desenvolvimento de produtos

Kit que permite identificar fraudes em carnes e evita que o consumidor compre “gato por lebre” nos supermercados. Fertilizante que fornece mais nutrientes aos vegetais e é menos nocivo ao meio ambiente. Vacina capaz de auxiliar dependentes de cocaína a largar o vício.

Todos esses produtos foram criados por cientistas mineiros e poderiam fazer parte do dia a dia da população. Mas a existência de um abismo entre bancadas dos laboratórios e a aplicação das tecnologias ainda é o principal entrave relatado por pesquisadores no país.

Falta de verbas, descontinuidade dos investimentos em projetos já financiados e a ausência de política de desenvolvimento para que tecnologias criadas sejam produzidas em larga escala também são percalços enfrentados.

 Leia mais em: https://goo.gl/B9tbkZ